Após trabalhar algum tempo com a instalação de vidros e espelhos, o vidraceiro já conhece bem cada tipo de produto e a melhor forma de usá-lo. Mas deixar a cabeça no “piloto automático” não vale: apesar desse trabalho não ser um bicho de sete cabeças, existe muita coisa que pode dar errado numa instalação, desde um encaixe malfeito até um parafuso que enferruja e compromete toda a estrutura. Quer algumas dicas para evitar sustos nessa atividade, que valem para qualquer tipo de vidro? Acompanhe-as a seguir:

1 – Por dentro da obra

Nunca deixe de se informar de antemão se o vidro corresponde às medidas desejadas e se as esquadrias e ferragens são apropriadas para comportar seu peso. Meça o vidro com cuidado e não tente instalá-lo se suas medidas não baterem com as do vão ou perfil.

2 – Proteção para o vidro

Para instalações em que seja necessário usar calços (como divisórias e janelas de vidro insulado), certifique-se de que o produto é de boa qualidade: caso não seja, com o tempo, o vidro vai acabar entrando em atrito com o perfil e poderá sofrer rachaduras.

3 – Segurança em primeiro lugar

Escolha acessórios de boa qualidade para a instalação. Ferragens com ligas metálicas de baixa qualidade e perfis com espessuras mais finas que o exigido, por exemplo, são prejudiciais para o vidro e colocam a segurança da obra em risco.

4 – Nada de folga para definir a folga

É importante que a instalação preveja espaços de folga considerando as expansões do vidro, das ferragens e da estrutura em que será fixado (como alvenaria), para que esse movimento não comprometa sua integridade física.

5 – Água, só do lado de fora

Vedações malfeitas causam vazamentos de água para dentro da estrutura, podendo causar sua corrosão. Para vedações com borracha, não a estique: isso provoca falhas de preenchimento em sua acomodação.

6 – Silêncio é sinal de qualidade

Se o vidro estiver fazendo barulho, é provável que a instalação não tenha sido benfeita. Nesse caso, certifique-se de que o encaixe está correto e que as gaxetas (esquadrias que protegem e mantêm o vidro firme) foram colocadas.

7 – Orientação para limpeza

Indique ao cliente como deve ser feita a limpeza adequada do sistema instalado. A higienização ideal deve ser feita com panos limpos, macios e umedecidos, juntamente com um detergente neutro. Esponjas de aço, papéis, alcoóis e desinfetantes estão fora de questão!

8 – Só para quem pode

Se seu cliente acha que contratar vidraceiros é um gasto desnecessário e pretende fazer sozinho a instalação dos vidros, explique a ele que esse trabalho é complexo e exige conhecimento técnico e intimidade com o produto.

Fonte: ABRAVIDRO

Com uma equipe experiente e devidamente treinada, a Linde Vidros está sempre pronta para melhor atende-lo, desde o seu contato para compra, passando pelo setor de projetos até o pós-vendas.

Fale com a Linde Vidros e faça a escolha certa para seu projeto .

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *